Informações de acessibilidadePular para o conteúdo principal
  • MEDIF Parte 1

    A ser preenchida pelo passageiro ou em nome dele.

  • MEDIF Parte 2

    Após o envio da Parte 1, nós enviaremos a Parte 2 para ser preenchida pelo médico do passageiro.

    Em seguida, a Parte 2 será encaminhada ao passageiro.

  • Envio final

    O envio final (Partes 1 e 2) deve ser conferido e confirmado pelo passageiro antes de remetido a nós.

    Envie os formulários preenchidos pelo menos 48 horas antes do voo para podermos verificar e processar a solicitação.

Iniciar meu formulário MEDIF

Digite os detalhes da sua reserva para iniciar o envio do MEDIF online.

Informações importantes

O MEDIF deve ser preenchido com base na condição do passageiro em até um mês contado da data planejada de viagem e enviado pelo menos 48 horas antes do voo.


Os Serviços Médicos da Emirates poderão solicitar informações ou esclarecimentos adicionais antes de aprovar o MEDIF. Você também deve nos informar sem demora se houve qualquer alteração na condição do paciente ANTES da partida.


Se você estiver enviando um formulário MEDIF em nome de uma criança, faça o download do PDF MEDIF e envie uma cópia preenchida para medaattachments@emirates.com.

Orientações gerais

Passageiros com alguma das seguintes condições devem preencher um MEDIF ao fazer uma reserva:

  • Passageiros cuja condição clínica exige um suprimento de oxigênio, maca, acompanhante médico ou tratamento médico durante o voo.
  • Passageiros que possam necessitar do uso de equipamentos ou instrumentos médicos durante o voo.
  • Passageiros cujo condicionamento físico para a viagem aérea é duvidoso, seja devido a instabilidade recente, doença, tratamento ou cirurgia.
  • Passageiros que geralmente não são permitidos nas viagens ou que sofrem de doenças ou lesões sérias ou instáveis.

Há dois fatores principais que consideramos ao avaliar a aptidão de um passageiro para viajar:

  • Pressão atmosférica reduzida: a pressão do ar na cabine muda muito nos 15 a 30 minutos após a decolagem e antes da aterrissagem, e a contração e expansão de gases pode causar dor e efeitos de pressão.
  • Redução na tensão de oxigênio: a pressão na cabine equivale a uma altitude de 6.000 a 8.000 pés, e a pressão parcial de oxigênio é aproximadamente 20% menor do que no solo.

Qualquer condição clínica que torne o passageiro incapaz de completar a viagem com segurança, sem necessitar de assistência médica excepcional durante o voo, é considerado inapto para viagens aéreas.


Condições geralmente consideradas inadequadas para viagens aéreas

Avaliamos os casos de cada indivíduo em seus próprios méritos e levamos em consideração se o passageiro está acompanhado de escolta médica. No entanto, como orientação geral, as seguintes condições são geralmente consideradas inadequadas para viagens aéreas:

  • Casos graves de anemia.
  • Casos graves de infecções no ouvido médio (otite média) ou sinusite.
  • Doença aguda, contagiosa ou transmissível.
  • Passageiros que sofrem de insuficiência cardíaca congestiva ou outras condições cianóticas que não estão totalmente controladas.
  • Infarto do miocárdio (IM) sem complicações dentro de duas semanas do ocorrido ou IMs com complicações dentro de seis semanas do ocorrido.
  • Passageiros que sofrem de doenças respiratórias graves ou pneumotórax recente.
  • Passageiros com lesões gastrointestinais que podem causar hematêmese, melena ou obstrução intestinal.
  • Casos pós-operatórios:
    • Dentro de 10 dias de operações abdominais simples
    • Dentro de 21 dias de cirurgias no peito ou cirurgia invasiva nos olhos (não inclui cirurgia a laser).
  • Fraturas na mandíbula ou maxilar com fiações na mandíbula (exceto se acompanhado de um médico).
  • Doenças mentais instáveis sem acompanhante ou medicamento indicado para a viagem.
  • Convulsões não controladas (exceto se acompanhado de um médico).
  • Gravidez única sem complicações além do final da 36ª semana ou gravidez múltipla além do final da 32ª semana.
  • Bebês nascidos há menos de sete dias.
  • Passageiros com introdução de ar para diagnósticos ou terapia nos 7 dias anteriores.

Observações sobre outras condições

  • Alergias a comidas: não é necessário preencher este formulário para solicitar uma refeição especial no voo. Observe que não podemos garantir que as refeições sejam livres de amendoim. No entanto, se o passageiro possui uma alergia alimentícia com risco de vida que poderá necessitar de tratamento durante o voo – principalmente se houver uma reação à presença de traços do alimento no ar – este formulário deve ser preenchido.
  • Asma: a medicação deve ser transportada na bagagem de mão. Uma vez que nebulizadores requerem sua própria fonte de energia, dispositivos espaçadores utilizados com um inalador são uma alternativa eficaz a bordo.
  • Acompanhantes: devem verificar se têm todos os itens adequados para o cuidado correto do paciente e são responsáveis por cuidar de todos os aspectos das necessidades fisiológicas do paciente. Por causa dos regulamentos de manuseio de alimentos, a tripulação não pode auxiliar nessas necessidades.
  • Fraturas: todas as fraturas ósseas longas recentes e moldes de perna requerem um atestado médico. Os moldes devem ter pelo menos 48 horas. O gesso deve ser partido para lesões recentes (48 horas ou menos), pois podem inchar dentro do molde em um voo longo. Não é possível oferecer espaço extra para elevação das pernas na Classe Econômica. Porém, será possível reservar um assento no corredor. Informe se a lesão é do lado direito ou esquerdo do passageiro.
  • Cuidados durante o voo: observe que não dispomos de enfermeiros. Nossa tripulação possui treinamento somente para primeiros socorros.
  • Doença cardíaca ou pulmonar: doença cardiopulmonar que causa dispneia ao caminhar mais de 100 metros no nível do solo ou exige oxigênio no hospital ou em casa (ou anteriormente durante o voo) pode exigir oxigênio complementar. O oxigênio na aeronave é apenas para uso em emergências. Casos cardiopulmonares graves e aqueles que exigem oxigênio contínuo, maca ou incubador devem apresentar um relatório médico detalhado recente, além do atestado médico. (Geralmente, uma cópia de um especialista ou encaminhamento do hospital é suficiente).
  • Deficiências físicas: se o passageiro necessita somente de uma cadeira de rodas que passe pela porta da aeronave, não é necessário preencher este formulário. Observação: Contudo, as regras da aviação civil exigem que todos os passageiros possam usar os assentos da aeronave com o encosto na posição vertical.
  • Refeições especiais: A solicitação de dietas especiais por motivos religiosos ou médicos poderá ser feita em Gerencie sua reserva online ou diretamente com o agente de viagem se ele providenciou a reserva.
  • Doença terminal: passageiros em estágios avançados de doença terminal normalmente exigem um acompanhante médico ou enfermeiro.