Sala de Imprensa

História

Os marcos na incrível jornada da Emirates

A história de uma empresa cuja história de sucesso é mesclada com o incrível desenvolvimento de Dubai não poderia ser nada menos do que fascinante. Em um cenário de agitação regional e economias mundiais voláteis, o progresso é mantido em ritmo rápido em cada ano de existência da Emirates e da dnata. Uma combinação de perspicácia comercial, ambição e investimento inteligente colocou em movimento uma série de eventos que impulsionaram a Emirates e a dnata para estarem entre as marcas mais respeitadas e reconhecidas do mundo.

  • A Emirates traz o seu A380 para a Índia com a primeira exibição da história no Show Aéreo de Hyderabad.
  • A Emirates lança voos para Boston, sua 8ª porta de entrada nos EUA.
  • A Emirates é denominada a "Marca de companhia aérea mais valiosa" do mundo.
  • A Emirates expande sua base de mídia social com o lançamento do seu canal oficial no Twitter.
  • As lendas do futebol, Pelé e Cristiano Ronaldo, estrelam na campanha global da Emirates para conectar fãs do esporte em todo o mundo, como embaixadores mundiais para a companhia aérea.
  • A Emirates se torna a primeira companhia aérea a oferecer um serviço de agendamento de voo do A380 no Aeroporto de Londres Gatwick.
  • Iniciados dois voos diários do A380 para o aeroporto de Paris Charles de Gaulle e para o JFK de Nova York.
  • O Terminal A (Concourse A) é aberto no aeroporto internacional de Dubai - a primeira instalação exclusiva do A380 do mundo e casa do A380 da Emirates.
  • O Aeroporto de Londres Heathrow passa a ser uma rota completa do A380, após o lançamento do quinto serviço diário do A380.
  • A Emirates abre seu 35º lounge exclusivo exclusivo no aeroporto Malpensa de Milão.
  • Começa a parceria entre a Qantas e a Emirates, oferecendo 98 voos semanais entre Dubai e a Austrália.
  • A Emirates se une à Boeing em Seattle para celebrar a inauguração do seu milésimo 777. A aeronave histórica se torna a 102ª a entrar na frota de Boeing 777 da Emirates. 
  • Rio de Janeiro, Buenos Aires, Dublin, Lusaka, Dallas, Seattle, Ho Chi Minh City, Barcelona, Lisboa e Washington entram na rede Emirates, enquanto um serviço de carga apenas é inaugurado para Liege. 
  • A dnata adquire uma participação majoritária na Travel Republic, a maior agência de viagens online privada no Reino Unido, representando uma das maiores transações na história da empresa. 
  • A Marhaba celebra seu 20º aniversário e revela seu novo visual. 
  • No tênis, a Emirates se torna a Companhia Aérea Oficial do US Open e patrocinadora titular da Série US Open da Emirates Airline. 
  • A Emirates começa a patrocinar o Deccan Chargers na Indian Premier League de críquete.
  • A Emirates faz o maior pedido único na história da Boeing - 50 aeronaves 777-300 ER, no valor de $18 bilhões em preço de tabela. O pedido também incluiu 20 opcionais do 777-300 ER no valor de US$ 8 bilhões.
  • O Grupo Emirates anuncia um lucro recorde de AED 5,9 bilhões (US$ 1,6 bilhões) para o exercício fiscal.
  • Basra, Genebra, Copenhague, St. Petersburg e Bagdá são adicionadas à rede Emirates, enquanto um serviço de carga apenas é lançado para Erbil.
  • Xangai, Johannesburg, Munique e Roma são adicionadas à rede A380 da Emirates.
  • A Emirates se torna parceira e companhia aérea oficial do Real Madrid.
  • A Emirates e o Victoria Racing Club anunciam um novo contrato de patrocínio de cinco anos.
  • A Emirates SkyCargo completa seu primeiro voo de carga 100% informatizado entre Nairobi e Amsterdã.
  • A Emirates concorda em patrocinar o 'Emirates Air Line', um teleférico acima do Rio Tâmisa de Londres.
  • A AeroMobile, a prestadora de serviço de telefonia móvel em voo da Emirates, atinge seu quintilhonésimo usuário e a Emirates lança conectividade de internet Wi-Fi para sua frota de A380.
  • A dnata revela uma nova filosofia da empresa e renova sua marca visual.
  • A dnata anuncia um investimento global de US$70 milhões em novos equipamentos e instalações.
  • A dnata adquire participação de 50% na Wings Inflight Services, uma prestadora de serviços de refeições sul-africana.
  • A Emirates celebra seu 25º aniversário marcando um quarto de século de sucesso e notável crescimento.
  • Novas rotas para Tóquio, Amsterdã, Praga, Al Medinah al Munawarah, Madri e Dakar são lançadas, enquanto operações de carga apenas para Almaty, Bagram e Campinas começam.
  • O Grupo Emirates anuncia um lucro de AED 4,2 bilhões (US$ 1 bilhão) para o exercício fiscal finalizando em 31 de março de 2010.
  • A Emirates faz um pedido de 32 A380 adicionais no Show Aéreo de Berlim junto com motores da Engine Alliance. Ela também faz o pedido de 30 B777-300ER adicionais no Show Aéreo de Farnborough.
  • A Emirates é parte das comemorações na África do Sul como Parceiro Oficial da Copa do Mundo da FIFA.
  • A Emirates SkyCargo opera o primeiro voo informatizado entre as Ilhas Maurício e Dubai com todo o carregamento transportado processado eletronicamente.
  • A Emirates SkyCargo estabelece um novo recorde operando o voo de carga sem parada mais longo da história de 17,5 horas entre Sydney e Nova York.
  • A dnata adquire a Mercator Asia na Tailândia, sua primeira subsidiária de TI estrangeira.
  • A dnata dá as boas-vindas em solo ao primeiro voo comercial no novo aeroporto World Central - Al Maktoum International de Dubai.
  • A dnata inaugura oficialmente o 'centro de controle de bagagens' em todos os três terminais no Aeroporto Internacional de Dubai.
  • A dnata se torna a 4ª maior fornecedora de refeições em todo o mundo adquirindo a Alpha Flight Group Ltd.
  • O Emirates Skywards, com mais de cinco milhões de associados, completa o seu 10º aniversário com um novo visual e um programa ainda melhor.
  • A dnata adquire duas das principais operações de serviços em terra do Reino Unido no Aeroporto de Londres Heathrow no Aeroporto de Manchester.
  • A dnata abre a primeira loja tipo one stop travel reconhecida internacionalmente do Afeganistão na capita do país, Kabul.
  • A Emirates lança voos para Durban e Luanda.
  • A Emirates começa operações do Aribus A380 nas rotas de Sydney, Auckland, Bangcoc, Toronto e Seul.
  • A Emirates passa a ser a maior operadora de Boeing's 777 do mundo com a entrega da 78ª aeronave B777.
  • O Wolgan Valley Resort & Spa, o primeiro resort australiano sediado em área de conservação e a primeira propriedade fora de Dubai da Emirates Hotels & Resorts dão as boas-vindas aos seus primeiros hóspedes.
  • A Arsenal Soccer Schools Dubai - um empreendimento conjunto entre a Emirates e o Arsenal - abre suas portas.
  • A dnata marca seu 50º aniversário no Show Aéreo de Dubai.
  • O Al Maha Desert Resort & Spa celebra seu 10º aniversário.
  • O Premier Inn, um empreendimento conjunto entre o Grupo Emirates e a Whitbread plc, abre seu segundo hotel em Dubai no Silicon Oasis.
  • O milionésimo passageiro da Emirates usa seu próprio telefone móvel em uma aeronave equipada com o sistema AeroMobile.
  • A maior campanha de publicidade em TV da Emirates até hoje - "Meet Dubai" - vai ao ar em todo o mundo.
  • A Emirates abre sua casa Community Health Education Society (CHES) para crianças HIV-positivas em Chennai, Índia.
  • A dnata adquire uma participação de 23% da companhia de viagens corporativas mundiais, Hogg Robinson Group (HRG), a maior cota da empresa, a qual dá à dnata acesso a uma rede de 120 países.
  • A dnata compra uma cota de 49% na Mind Pearl, uma organização de terceirização de centros de contato globais, a qual testemunha a dnata expandir em três continentes na sua oferta de soluções terceirizadas de centros de contato.
  • As operações de carga da dnata reúne forças com a Kanoo, EAU e a International Logistics, França para criar um dos maiores fornecedores de soluções em logística dos EAU, a Freightworks.
  • A empresa se muda para a nova sede multimilionária do Grupo Emirates.
  • O Terminal 3 exclusivo da Emirates abre em outubro e dentro de um mês 500.000 passageiros voaram do terminal.
  • A Emirates SkyCargo começa as operações no novo Mega Terminal fora de Dubal da Cargo Village, com capacidade para manusear 1,2 milhão de toneladas anualmente.
  • O primeiro voo da Emirates para Los Angeles aterrissa, enquanto voos também são lançados para São Francisco e Cidade do Cabo.
  • A Emirates se torna a primeira transportadora internacional a introduzir um serviço de telefonia móvel durante o voo.
  • A Emirates assume a entrega de três A380 e faz-se a história da aviação quando seu primeiro A380 aterrissa em Nova York.
  • O 10.000º membro da tripulação de cabine entra na equipe da Emirates.
  • Nova instalação de esportes da Emirates, 7he Sevens, recebe público recorde no Emirates Airline Dubai Rugby Sevens.
  • A dnata entra no mercado europeu pela primeira vez com a tomada de controle da Jet Aviation Handling AG, a divisão de manejo de aeroportos do Jet Aviation Group sediado na Suíça.
  • A Emirates impressiona o mundo assinando contratos para 120 Airbus 350, 11 A380 e 12 Boeing 777-330ER, em um valor estimado de $34,9 bilhões, no Show Aéreo de Dubai.
  • Novos Centro de Engenharia e Célula de Teste de Motores são abertos oficialmente.
  • O Emirates Harbour Hotel & Residence e o Marina Hotel abrem suas portas.
  • O acréscimo de São Paulo à rede representa o primeiro voo sem escala entre o Oriente Médio e a América do Sul.
  • A Emirates Flight Catering começa as operações na sua nova instalação de $120 milhões no Aeroporto Internacional de Dubai.
  • A Emirates assina um acordo para 10 Boeing 747-8F em um negócio de $3,3 bilhões.
  • A Emirates sela uma parceria de $195 milhões com a Fifa - o órgão governamental mundial de futebol - e também compra os direitos de televisionar todo jogo disputado na Copa do Mundo da Alemanha nos voos.
  • O Arsenal joga sua primeira partida no novo Emirates Stadium.
  • O Sheik Ahmed diz que a Emirates está no centro do investimento de Dhs300 bilhões de Dubai em aviação e espaço aéreo.
  • A Emirates SkyCargo assina um pedido de $2,8 bilhões para 10 Boeing 747-8F.
  • A força de trabalho do Grupo Emirates totaliza 25.000 pessoas de 124 países ao redor do mundo, fazendo dele o maior empregador de Dubai.
  • O tráfego de passageiros continua a aumentar com 12,5 milhões registrados no ano.
  • A Emirates faz o pedido de 42 Boeing 777 em um negócio no valor de $9,7 bilhões, o maior pedido de Boeing 777 da história.
  • A Emirates faz o pedido de quatro Boeing 777-300ER, com nove opcionais, em um negócio de $2,96 bilhões.
  • A frota da SkyCargo é aumentada com três Airbus A310-300 adicionados aos seus seis Boeing 747.
  • A Emirates faz seu primeiro voo para a América do Norte - um voo de 14 horas sem escala até o Aeroporto JKF de Nova York. Isso marcou o primeiro serviço de passageiros sem escala do Oriente Médio para a América do Norte, um continente que o Sr. Flanagan descreveu, em termos de aviação, como o mais importante do mundo.
  • A Emirates assina um negócio de £100 milhões com o time Arsenal da English Premiership, o qual inclui direitos de nome no seu novo estádio por 15 anos e patrocínio na camisa por oito anos, começando na temporada 2006/07.
  • A dnata abre seu primeiro ponto de vendas de viagens regional no Kuwait.
  • A CAE e a Emirates reúnem forças para abrir o Centro de Treinamento em Aviação da Emirates de $100 milhões que tem vários simuladores de voos completos.
  • A Emirates surpreende a indústria no Show Aéreo de Paris com o maior negócio na história da aviação civil - um incrível pedido de 71 aeronaves a um custo de $19 bilhões.
  • O serviço diário de Dubai para Sydney começa com a entrada do primeiro A340-500 na frota.
  • O A340-500 apresenta o revolucionário sistema de entretenimento durante o voo - incluindo 500 canais em todas as classes, enquanto cada assento é equipado com um fone.
  • Após transportar 8,5 milhões de passageiros, um aumento de 26%, a companhia aérea anuncia um incrível aumento nos lucros de 94 por cento para Dhs907 milhões de Dhs468 milhões.
  • A dnata recebe uma nova logomarca - um globo acolchoado por uma pista de pouso e decolagem estilizada representando por uma tira verde em curva.
  • Quatro milhões de passageiros votam na pesquisa da internet da Skytrax e a Emirates é novamente nomeada a Companhia Aérea do Ano.
  • Níveis de passageiros globais caem quatro por cento, mas os números da Emirates aumentam 18,3 por cento para 6,8 milhões.
  • Carga em todo o mundo despenca nove por cento, mas a Emirates desfruta de um aumento de 19,5 por cento para 400.000 toneladas.
  • O Grupo anuncia um investimento de $275 milhões no novo complexo de hangares no Centro de Engenharia da Emirates.
  • O Centro da Emirates SkyCargo - com capacidade para manejar 400.000 toneladas ao ano - é aberto.
  • A Emirates assina um negócio de £24 milhões para patrocinar o clube de futebol Chelsea da English Premiership por quatro anos.
  • Em uma pesquisa com 2,7 milhões de passageiros de companhias aéreas feita pela Skytrax Research, a Emirates foi votada como a Companhia Aérea do Ano.
  • A Emirates recebe a entrega do seu 18º Airbus A330-200 e faz o pedido de mais dois, fazendo dela a maior operadora de A330 do mundo.
  • Com a oscilação da concorrência a partir do 11 de setembro e a Boeing e Airbus em uma posição de barganha semanal, a Emirates surpreende o mundo anunciando um pedido de $15 bilhões para 15 A380, oito A340-600, três A330 e 25 Boeing 777.
  • O Terminal Sheikh Rashid é aberto, aumentando a capacidade no Aeroporto Internacional de Dubai para 22 milhões de passageiros ao ano.
  • O programa de fidelidade para passageiros frequentes, Emirates Skywards, é lançado.
  • O Sheik Ahmed anuncia que o Governo de Dubai investirá $500-600 milhões no novo Terminal 3 - com capacidade para 20 milhões de passageiros por ano.
  • A Emirates se torna a primeira companhia aérea a aderir ao Airbus A380 quando faz o pedido de sete, com opção de mais cinco, no Show Aéreo de Farnborough.
  • A Emirates compra outros seis Boeing 777-300.
  • O Sr. Flanagan recebe o título de Comandante do Império Britânico.
  • A Emirates entra no mercado de propriedades hoteleiras com a abertura do Al Maha Desert Resort & Spa.
  • Os primeiros dos 17 Airbus A330-200 da nova geração chegam em Dubai.
  • A força de trabalho do Grupo Emirates totaliza 11.000.
  • A dnata entra no mercado de serviços de aeroportos do Sudeste da Ásia com o lançamento da dnata Philippines Inc.
  • A companhia aérea financia as crescentes relações dos EAU com a Austrália e um negócio é fechado para adicionar Sydney, Brisbane e Perth à rota de Melbourne.
  • A Emirates patrocina a Melbourne Cup, o maior encontro no calendário de corridas de cavalo da Austrália e a equipe de críquete do país na Copa do Mundo.
  • O uniforme da frota da Emirates é atualizada com um design moderno e dinâmico.
  • Os desembarques de passageiros no Aeroporto Internacional de Dubai atingem a marca de 11 milhões.
  • A Emirates aumenta sua capacidade em 26 por cento conforme os números de passageiros atingem 3,7 milhões, enquanto os níveis de carga sobem para 200.000 toneladas.
  • O Grupo assume uma participação de 43 por cento na Air Lanka, que passa a chamar SriLankan.
  • A Emirates é votada como a Melhor Companhia Aérea do mundo no prestigioso OAG Awards.
  • O Terminal 2 de $540 milhões é aberto no Aeroporto Internacional de Dubai.
  • A Emirates faz um pedido de $2 bilhões para 16 Airbus A330-200.
  • A companhia aérea desafia os altos preços dos combustíveis para novamente anunciar lucros recordes conforme os números de passageiros superam três milhões e o transporte de carga atinge 150.000 toneladas.
  • A Emirates recebe a entrega de seis Boeing 777-200, dando a ela novas capacidades de transporte de cargas longas.
  • A companhia aérea recebe a entrega do seu primeiro Boeing 777-200 e se torna a primeira companhia aérea a mostrar área ativa de decolagem e aterrissagem. Seu voo inaugural para Londres é seguido pelo voo inaugural da Emirates para Melbourne.
  • A Emirates se torna o patrocinador titular do evento de corridas de cavalos mais rico do mundo - a Dubai World Cup.
  • Quando a companhia aérea comemora seu 10º aniversário, ela tem uma frota voando para 34 locais no Oriente Médio, Extremo Oriente e Europa.
  • A Emirates entra no mercado africano, com voos para Johannesburg, Nairobi e Kênia.
  • A intenção do Sheik Ahmed de que mais emirados façam carreira na Emirates começa a tomar forma quando os primeiros pilotos se formam no programa de treinamento da Emirates.
  • O Centro de Treinamento de Voos da Emirates é aberto.
  • A Emirates é a primeira companhia aérea a equipar uma frota de Airbus com uma instalação de fax no voo.
  • A Emirates se torna a primeira companhia aérea a introduzir telecomunicações em um Airbus - em todas as três classes.
  • A Emirates se torna a primeira companhia aérea a instalar sistemas de vídeo em todos os assentos em todas as classes na sua frota.
  • A Emirates convence o governo francês a permitir que ela voe para Paris.
  • O terminal de $2 milhões exclusivo para a Emirates é aberto no Aeroporto Internacional de Dubai.
  • A Emirates se torna a primeira companhia aérea a fazer o pedido de um simulador de voo completo para Airbus de $20 milhões.
  • Em 17 de janeiro, a Emirates mantém sua frota em terra por várias horas quando começa a batalha para libertar o Kuwait. As operações são reiniciadas e a Emirates mantém 90 por cento dos seus serviços normais durante o primeiro mês do conflito.
  • A Emirates finalmente consegue um espaço no movimentado centro internacional - o London Heathrow.
  • Pouco após a chegada de outro Airbus A300-600R, levando sua frota para nove, a Emirates faz o pedido de sete Boeing 777, com uma opção para mais sete, em um negócio de $64,5 milhões.
  • Quando a companhia aérea comemora seu sexto aniversário, 25.000 passageiros por semana estão voando para 23 destinos.
  • O Sheik Ahmed contrata mais três Airbus A310-300 na exibição Asean Aerospace em Cingapura.
  • A Emirates aposta na tendência da indústria e continua a expandir apesar da invasão iraquiana do Kuwait e adiciona Manchester ao seu quadro de horários.
  • Voos são adicionados a Cingapura, Manila e Bangkok.
  • Damasco é adicionada à rede de rotas da Emirates, dando a ela um total de 12 destinos em apenas 38 meses de negócios.
  • Negócios são fechados para voo para o Aeroporto Gatwick de Londres, bem como Istambul, Frankfurt e Male, a capital da Maldivas.
  • Em 3 de julho, A6-EKA voa de Tolouse para Dubai quando a Emirates recebe a entrega da sua primeira aeronave comprada.
  • O Airbus A310-304 é projetado de acordo com as especificações da Emirates, dando à companhia aérea a oportunidade de implementar completamente seu compromisso de oferecer uma experiência de voo superior aos seus concorrentes.
  • A rede cresce com os direitos de tráfego adquiridos para Amman, Colombo, Cairo e Dhaka.
  • O investimento em infraestrutura e custos de expansão testemunham a Emirates anunciando perdas para aquilo que seria a única vez na história.
  • O Sheik Mohamed apresenta o Sr. Flanagan ao seu tio e futuro presidente da Emirates, o Sheik Ahmed bin Saeed Al Maktoum.
  • O Sr. Flanagan embarca na missão ambiciosa de lançar uma companhia aérea com $10 milhões em cinco meses.
  • O Sheik Ahmed e futuro presidente Tim Clark entram na equipe do Sr. Flanagan.
  • A Pakistan International Airlines concorda em arrendar completamente duas aeronaves para a Emirates.
  • Negócios são fechados para voos para Karachi, Nova Déli e Bombai.
  • Em 25 de outubro, o Voo EK600 parte do Aeroporto Internacional de Dubai para Karachi.
  • O Sheik Mohammed dá de presente dois Boeing 727-200 para a companhia aérea.
  • O Sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum e o Sr. Flanagam discutem o lançamento de uma companhia aérea em Dubai.
  • O Sr. Flanagan está entre uma equipe de 10 homens que produz um plano de negócios para a nova companhia aérea - que será chamada de Dubai Airlines ou Emirates Airline.
  • O Sheik Mohammed escolhe Emirates e a decisão é tomada para desenvolver a companhia aérea no controle da dnata, a qual já era o agente de vendas para 25 companhias aéreas.
  • Maurice Flanagan muda para Dubai para se tornar o diretor e gerente geral da dnata.
  • O Sheik Rashid bin Saeed Al Maktoum abre o aeroporto e implementa inovadora política de céu aberto
  • A dnata é estabelecida pelo Governo de Dubai com apenas cinco membros do pessoal para fornecer serviços de manejo em terra no novo Aeroporto Internacional de Dubai.