Qual país e idioma do emirates.com você quer visitar Angola (Portuguese) ou United States (English)Ver todos os países e idiomas.
[ Português ]English
Saltar para conteúdo principal

Voos para o Kuwait : Guia

Voos para o Kuwait

Reserve seus voos para o Kuwait com a Emirates

Voos para a cidade do Kuwait, Kuwait

Sobre o Kuwait

A história moderna do Estado do Kuwait começa no século XVIII, quando a Cidade do Kuwait foi fundada pela tribo Bani Tubah, que viajava ao norte do Qatar. Um porto importante na rota comercial para a Índia, o país era de grande interesse para o Império Otomano, e para evitar seu domínio, o Kuwait buscou proteção no Império Britânico. Em 1899, o Kuwait independente, sob o domínio dos xeiques, tornou-se Protetorado britânico, um status que manteve até a saída dos britânicos em 1961. Historicamente, a economia do país era dependente dos estaleiros e das pérolas, mas no final da década de 1930, o Kuwait encontrou o ouro negro: foram descobertos imensos campos de petróleo, resultando em quase 60 anos de crescimento econômico sem precedentes.

Em agosto de 1990, o crescimento do Kuwait sofreu interrupção quando o país foi invadido pelo vizinho Iraque. Os soldados iraquianos ocuparam o país por sete meses até que a coalizão da ONU, liderada pelos Estados Unidos, conseguiu libertar o Kuwait. A infraestrutura do Kuwait foi gravemente danificada durante a guerra, e tanto a economia quanto o meio ambiente foram prejudicados quando o exército iraquiano incendiou mais de 600 poços de petróleo do Kuwait.

Os incêndios demoraram nove meses para ser totalmente debelados, e o Kuwait levou mais dois anos para recuperar sua produção para os níveis anteriores à guerra. A economia recuperou-se, e o Kuwait, com a quinta maior reserva de petróleo de mundo, agora é o quinto país mais rico do mundo em renda per capita.

Atrações

Apesar da vasta riqueza de petróleo do Kuwait, ou talvez por causa dela, o país não é um destino turístico popular, e a maioria dos que visitam a Cidade do Kuwait é composta pelos dois milhões de residentes expatriados, vários visitantes a negócios e militares estrangeiros.

Contudo, há muitas paisagens e atrações no Kuwait, e os 90.000 visitantes que chegam todo ano podem desfrutar tudo, desde museus a shopping center, edifícios e praias.

Muitos dos museus do Kuwait mostram a história da invasão de 1990: no Museu de Al Qurain Martyrs, é possível ver paredes perfuradas de balas, danos causados por bombardeios e um tanque militar no jardim. O Museu Memorial Nacional também detalha muitos dos horrores da ocupação iraquiana. Ou se preferir, alegre-se no Museu Tareq Rajab, em Jabriya: uma coleção particular de potes islâmicos, roupas, armas, instrumentos musicais, joias e tapetes, além de uma bela série de livros do Corão.

Uma das maravilhas arquitetônicas do Kuwait são as icônicas agulhas de Kuwait Towers. Duas das torres triplas são salpicadas com esferas enormes, lembrando azeitonas num palito de coquetel, que contêm um restaurante giratório e plataforma de observação com uma vista de 360° para a cidade toda.

Uma opção mais pitoresca para os visitantes é Mirror House, uma villa residencial Qadisiya. Construída por Lidia Al Qattan, toda superfície imaginável, dentro e fora, do piso ao teto e até mesmo os armários da cozinha, são revestidos com um mosaico de miniaturas de espelhos. É uma residência particular, e é preciso ligar com antecedência para solicitar um tour.

Restaurantes e vida noturna

Há vários cafés e restaurantes na Cidade do Kuwait, e com um público de expatriados tão grande, eles servem cozinhas do mundo todo. Um destino favorito é Marina Crescent, dois andares de restaurantes e cafés adjacentes ao Marina Mall, um dos shopping centers mais movimentados do Kuwait. O complexo é mais vibrante à noite, quando as pessoas chegam para assistir o sol se por sobre os iates caros na marina.

O Kuwait adota uma política rígida contra o álcool, e a vida noturna é consideravelmente mais tranquila do que em alguns dos outros países do Golfo. De modo geral, o entretenimento noturno envolve cafeterias, assistir aos filmes mais recentes no cinema ou fumar shisha enquanto saboreia um café ou suco fresco.

Além do Kuwait

Pegue a balsa de Ras Salmiya e faça uma viagem econômica de um dia à Ilha Failaka – a travessia marítima de 20 km leva cerca de 90 minutos.

A ilha abriga alguns dos locais históricos e arqueológicos mais importantes do Kuwait. Os antigos gregos colonizaram a ilha no século IV A.C., mas os colonizadores mais recentes da ilha foram os militares iraquianos em 1991. Depois de expulsarem os moradores para o continente, eles minaram as praias e usaram os edifícios para a prática de tiro. Muitas das casas bombardeadas continuam lá, mas felizmente as minas, não.

Hoje, a ilha é um destino popular de praias para o povo do Kuwait; alugue jet-esqui e outros equipamentos de esportes aquáticos no hotel e aldeia turística de Failaka.

 Partida
 Retorno